Operação do ministério público cumpre mandados de prisão por corrupção na Câmara de Vereadores de Crateús

Trata-se da Operação Vértice, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 17, que apura suposta corrupção, peculato e lavagem de dinheiro em contratos da Câmara Municipal de Crateús, celebrados a partir do ano de 2015, para serviços de assessoria contábil e financeira. Estão sendo cumpridos três mandados de prisões temporárias e 15 mandados de busca e apreensão. Os alvos da Operação são um secretário municipal, quatro empresários, quatro vereadores e quatro servidores da Câmara Municipal.

Os nomes não foram divulgados para não atrapalhar as investigações. Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara da Comarca de Crateús e estão sendo cumpridos nas cidades de Crateús, Poranga, Barroquinha e Fortaleza, com diligências também no estado do Piauí. A Operação do MPCE teve o apoio do Departamento Técnico Operacional (DTO) da Polícia Civil. A investigação realizada pelo MPCE aponta movimentação de mais de R$ 1 milhão nas contas de suspeitos envolvidos com os contratos.