Tribunal de Justiça empossa juiz Sérgio Parente no cargo de desembargador

O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) empossou na tarde desta sexta-feira (23/11) o juiz Sérgio Luiz Arruda Parente no cargo de desembargador. A solenidade contou com a presença de autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, de familiares e amigos.

O evento, realizado na sede do Tribunal, foi conduzido pelo presidente da Corte, desembargador Gladyson Pontes. “Hoje quem sai ganhando é o Tribunal porque recebe um magistrado experiente, que já tem mostrado seu valor. Podemos dizer que recebemos um presente”, disse ao enaltecer o recém-empossado.

A saudação em nome do TJCE foi feita pelo desembargador José Tarcílio Souza da Silva, que ingressou na magistratura no mesmo concurso de Sérgio Parente. Ele disse que o novo membro do Tribunal é competente, capacitado, inteligente e digno, que “identifica a problemática das relações humanas e seus conflitos, procurando incansavelmente a sua pacificação”.

O desembargador José Tarcílio lembrou os desafios enfrentados pelos magistrados nos tempos atuais, como os altos índices de criminalidade, a necessidade de solucionar os vários conflitos sociais, o combate à corrupção, entre outros. “As crescentes demandas da sociedade estão a exigir maiores sacrifícios”.

José Tarcílio elogiou o desembargador Gladyson Pontes, pelas ações que vêm “dando nova feição ao Judiciário cearense, como exemplo de boa governança, onde o objetivo primordial é aperfeiçoar a prestação jurisdicional”.
O novo desembargador enfatizou durante a cerimônia que assume o “compromisso de promover Justiça e zelar pela paz social”. Disse ainda que a missão da magistratura é “garantir direitos para a realizar Justiça”. Ele também agradeceu a familiares, esposa e filhos.

Sérgio Parente foi eleito pelo critério de merecimento no último dia 9, pelo Pleno do TJCE. Na ocasião, 13 magistrados concorreram à vaga, aberta em decorrente da aposentadoria do desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, em setembro deste ano.

Fizeram parte da mesa o procurador-geral do Estado, Juvêncio Vasconcelos, representando o governador; o procurador-geral do Município, José Leite Jucá Filho, representando o prefeito de Fortaleza; coronel Marcos André Nascimento de Jesus, representando o comandante da 10ª Região Militar; desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, presidente do Tribunal Regional Eleitoral no Ceará; vereador Idalmir Feitosa, representando o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza; procurador-geral de Justiça, Plácido Rios; juiz federal de José Eduardo de Melo Vilar Filho, representando o Foro da Justiça Federal no Ceará; juiz José Maria dos Santos Sales, vice-presidente da Associação Cearense de Magistrados; inspetor Marcos Antônio de Jesus Lima de Sena, superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal; e a defensora pública-geral do Estado, Mariana Lobo.

QUEM É

Natural de Fortaleza, Sérgio Luiz Arruda Parente nasceu em 18 de setembro de 1962. Foi titular da 4ª Vara de Família do Fórum Clóvis Beviláqua, atuou como juiz convocado da 2ª Câmara de Direito Público do Tribunal, em substituição à desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, durante o período eleitoral. Ingressou na magistratura cearense em 31 de março de 1992, como juiz substituto da Comarca de Mulungu. Também trabalhou nas comarcas de Jaguaribe e Crato.

Em Fortaleza, atuou ainda nas Turmas Recursais, integrou a Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Ceará (Cejai-CE). Na Capital, passou pelas 13ª, 16ª, 8ª, 7ª, 28ª, 14ª, 11ª, 28ª, 20ª Varas Cíveis; 1ª Vara de Execução Penal; e 18ª, 15ª, 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 7ª Varas de Família. Coordenou as Varas Cíveis, de Família e de Sucessões da Capital. Recentemente, coordenou o Núcleo Permanente de Solução de Conflitos (Nupemec).

Acesse galeria de fotos do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *