Ministério público abre inquérito contra prefeito de Morada Nova por improbidade administrativa

Em ato da promotora de Justiça Nara Rúbia Silva Vasconcelos Guerra, de Morada Nova, oestá sendo acusado de improbidade administrativa , por desobediência às regras da Lei de Responsabilidade Fiscal. A investigação da Promotoria constatou que, por meio das portarias de nomeações, o Município realizou admissões de servidores  públicos, entre contratados temporariamente, cargos comissionados e cargos efetivos, durante todo o biênio 2017/2018, descumprindo as restrições e imposições da Lei, uma vez que o Município já se encontrava excedendo o limite máximo indicado na legislação.

Além a administração municipal fez uma diminuição fictícia de gastos com pessoal, com o prefeito  se aproveitando do incremento na receita corrente líquida que vem aumentando em cada quadrimestre para não reduzir os gastos com o pessoal como preconiza a LRF.