Deputada Aderlânia Noronha  (SD)  sugere a criação do Selo de Práticas Inovadoras no Enfrentamento à Violência contra a Mulher

A criação do Selo Práticas Inovadoras no Enfrentamento à Violência contra a Mulher a empresas que implementarem técnicas de educação e prevenção está em pauta na Assembleia Legislativa. O projeto de Lei 663/2019, da deputada Aderlânia Noronha  (SD) em coautoria dos deputados Romeu Aldigueri (PDT) e Augusta Brito (PCdoB), aprovado na Casa, objetiva conceder reconhecimento ainda para as que contratarem, para seu quadro de funcionários, mulheres vítimas de violência.

De acordo com a matéria, a intenção é “desenvolver ações integradas de acolhimento à mulher vítima de violência, oportunizando o seu ingresso no quadro de funcionários, em caso de candidata ao emprego, ou a sua manutenção em vaga já ocupada, quando a violência for posterior à contratação”.