MPCE denuncia homem por homicídio praticado contra mulher em motel em Fortaleza

A 109ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, denunciou na última quarta-feira, 13,  João Victor Barbosa Pereira, por homicídio qualificado contra Ingridih Nohana Carvalho Melo. Segundo a denúncia, a jovem morreu em decorrência de estrangulamento provocado dolosamente pelo denunciado, no dia 1º de julho de 2022, por volta das 4 horas, no interior da suíte de um motel localizado no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza.

A vítima e o réu se conheciam há aproximadamente dois meses e marcaram pelo WhatsApp o encontro no motel, onde chegaram em torno de 3h40min. No local, usaram drogas (cocaína e maconha) e, por volta de 4h30min, João Victor Barbosa Pereira tentou sair sozinho do estabelecimento. Contudo, ao conferir a suíte, a camareira encontrou Ingridih Nohana deitada na cama.

Ante a situação, os funcionários informaram ao denunciado que ele só poderia sair do local com sua acompanhante ou com sua autorização. Na sequência, o réu retornou ao quarto e deslocou a vítima da cama para o banheiro – movimentação visualizada pela funcionária do estabelecimento. A colaboradora solicitou a presença do vigilante, que encontrou a vítima sentada no vaso sanitário curvada para frente, enquanto o denunciado ligava para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). No local, médico do Samu atestou que a vítima já havia falecido e que havia sinais de estrangulamento.

Ainda conforme a denúncia, até o momento não há como definir a motivação do crime. Por essa razão, o Ministério Púbico, por enquanto, não imputará qualificadora. No que se refere ao modo de execução, a vítima faleceu por insuficiência respiratória decorrente de constrição cervical (estrangulamento) ou asfixia mecânica. Nesse sentido, o réu praticou o delito de homicídio consumado, qualificado pela asfixia.