OAB-CE vai acompanhar investigações sobre morte de travesti assassinada a pedradas em Fortaleza

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Ceará (OAB-CE) informou nesta sexta-feira (11/02) que vai acompanhar as investigações sobre a morte da travesti Sofia Gisely, de 22 anos, assassinada na madrugada de hoje, na Rua Osório de Paiva, no Bairro Grande Bom Jardim, em Fortaleza.

O caso será apurado pela Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero e pela Comissão Direitos Humanos. De acordo com a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-CE, Leila Paiva, o objetivo é que o crime não fique impune. “Expressamos total solidariedade aos familiares da Sofia Gisely, bem como sinalizamos que já estamos acompanhando as investigações do caso. É preciso agir com celeridade para garantir a devida apuração e responsabilização”, defendeu.

De acordo com dados da Associação Nacional de Travestis e Mulheres Transexuais (ANTRA) coletados ao longo de 2021 e publicados em dossiê, lançado no último dia 29 de janeiro, contabilizam ao menos 140 homicídios de pessoas travestis e transexuais no Brasil entre janeiro de dezembro de 2021. A maioria das vítimas (135) é composta por mulheres. “Coincidentemente no próximo dia 15 de fevereiro completa 5 anos do assassinato de Dandara dos Santos, travesti brutalmente assassinada também no bairro Bom Jardim, em 2017. É preciso pressionar para que haja justiça”, explicou a presidente da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero, Ivna Costa.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa instaurou inquérito para investigação. O crime atenta contra os protocolos internacionais e os princípios institucionais. Até agora, não há detalhes sobre a identificação do criminoso. A travesti estava sem parte da roupa, e muitas pedras foram encontradas perto e em cima da vítima.

A Secretária de Segurança Pública e Defesa Social divulgou que a população pode contribuir com as investigações por meio do disque-denúncia 181, ou pelo número (85) 3101-0181. O Departamento de Homicídios e Proteção à pessoa disponibilizou o telefone (85) 3257-4845.