Advogados interpelam OAB-CE por excluir classe advocatícia da escolha do quinto constitucional

Os advogados Damião Tenório, Leandro Vasques e Larissa Palhano impetraram ação de Mandado de Segurança contra o Conselho Estadual da OABCE e o atual presidente a Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará, advogado Erinaldo Dantas, em fase da alteração do regimento interno da instituição que excluiu toda a classe advocatícia da consulta aberta às duas vagas da cadeira de desembargador no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE)

Na ação eles alegam o ato “visa combater as ilegalidades perpetradas pelo Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, do Estado do Ceará e do Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, da Seccional do Ceará, conforme será demonstrado, ocorreu diversas nulidades no processo de alteração do regimento interno da OAB/CE, no tocante à forma de escolha dos advogados que irão compor a lista do quinto constitucional”.