Juiz eleitoral cassa mandato de dois vereadores de Pentecoste

Os vereadores Daniel de Castro Almeida e Francisco Vaumir Gonçalves, da Câmara Municipal de Pentecoste, no interior cearense, tiveram seus mandatos cassados por sentença do juiz eleitoral da 50ª Zona, Wallton Pereira de Souza Paiva, sob acusação de captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico nas eleições de 2020. ,.

O promotor eleitoral Jairo Pequeno Neto, autor das Ações, afirmou que o pastor evangélico Vaumir Gonçalves, valendo-se da posição de coordenador do Projeto Pró-Futuro, distribuiu cestas básicas e prometeu vantagens às famílias carentes assistidas pela Organização Não Governamental, em troca de votos e de sua promoção pessoal. Em relação ao vereador eleito Daniel Castro, ex-secretário de Agricultura e Pesca de Pentecoste, restou comprovado na representação que ele utilizou recursos próprios e financiou serviços de perfuração de poços profundos na zona rural do município, em troca de votos e do apoio de famílias beneficiadas com as obras.

Além da cassação dos mandatos, cada um deles foi multado  a R$ 126.449,91 e  inelegível oito anos, invalidando, ainda, os votos recebidos por eles.