DIREITO

Empresas devem se cadastrar no Domicílio Judicial Eletrônico até maio; advogada enfatiza prazo

Empresas de médio e grande porte de diversos setores têm até o dia 30 de maio para efetuarem o cadastro no Domicílio Judicial Eletrônico (DJE). Esta ferramenta, criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2022, tem como objetivo simplificar e agilizar as comunicações processuais dentro do âmbito do Poder Judiciário.

De acordo com a advogada Gabrielly Lessa, sócia do escritório Lessa & Lima Associados, através do DJE, as empresas poderão receber citações, intimações e outras notificações de forma eletrônica, tudo em um único local. Esta mudança elimina a necessidade de acompanhar processos físicos nos fóruns, o que consequentemente reduz custos e tempo. Entretanto, a especialista destaca a urgência de cumprir o prazo.

“Aquelas empresas que não realizarem o cadastro até 30 de maio correm o risco de enfrentar prejuízos, como a penhora de bens e a impossibilidade de se defender em processos. É crucial que gestores e advogados estejam atentos a esta data e efetuem o cadastro o mais rápido possível”, alertou.

Comente esta noticia!

Fonte – Capuchino Press

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *