Município de Juazeiro do Norte é obrigado pela justiça a regularizar situação sanitária de seus mercados públicos

O município de Juazeiro do Norte deverá apresentar, no prazo de 60 dias, o Plano de Manutenção Corretiva para todos os mercados públicos da cidade, devidamente aprovado pela Vigilância Sanitária e pelo Corpo de Bombeiros Militar. A Ação foi instaurada após o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) constatar irregularidades sanitárias e na segurança dos estabelecimentos e aceita pela justiça cearense.

Os mercados públicos atingidos pela medida são o Governador Gonzaga Mota (Pirajá), Governador Adauto Bezerra (Mercado Central), Gumercindo Ferreira (Mercado do Peixe), Doutor Mozar Cardoso Alencar (Triângulo) e Raimundo Viana (Pio XII), e o centros de abastecimento José Teófilo Machado (Senhora Santana) e Oficial de Justiça Assis Feitosa (Pio XII).

Diante disso, a Justiça atendeu ao pedido do MPCE e concedeu prazo de 60 dias ao Município de Juazeiro do Norte para que apresente Plano de Manutenção Corretiva aprovado pela Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros Militar, sob pena de interdição