Presidente do TRE-CE reúne-se com representantes do CNJ

Na oportunidade, foi apresentado o andamento da implantação do Programa Justiça 4.0, que torna o sistema judiciário brasileiro mais próximo da sociedade

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), des. Inacio de Alencar Cortez Neto, reuniu-se, na tarde desta quarta-feira 25/5, no Fórum Clóvis Beviláqua, com representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para acompanhar o Programa “Justiça 4.0”. A reunião foi conduzida pelo presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, des. Abelardo Benevides Moraes, e contou com a participação da presidente em exercício do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região,  des. Fernanda Maria Uchôa, do secretário-geral do CNJ, Valter Shuenquener, e do corregedor do TJ, des. Paulo Airton Albuquerque Filho. A secretária de Tecnologia da Informação, Lorena Belo, e a assessora-chefe da Presidência, Cecília Arruda, também estiveram presentes. A iniciativa do CNJ tem o objetivo de impulsionar a transformação digital do Judiciário para garantir serviços mais rápidos, eficazes e acessíveis.

Justiça 4.0

Lançado em fevereiro de 2021, o Programa Justiça 4.0 torna o sistema judiciário brasileiro mais próximo da sociedade ao disponibilizar novas tecnologias e inteligência artificial. Também promove soluções digitais colaborativas que automatizam as atividades dos tribunais, otimiza o trabalho dos magistrados, servidores e advogados, proporcionando mais produtividade, celeridade, governança e transparência dos processos.

Em seu pronunciamento, o des. Inacio Cortez ressaltou que “Diante da importância do referido programa, o TRE do Ceará se coloca à disposição para contribuir na construção da Plataforma Digital do Poder judiciário Brasileiro”.

Diagnóstico

A equipe do Justiça 4.0 do CNJ está conduzindo um estudo para conhecimento e acompanhamento da realidade tecnológica dos tribunais. Na ocasião, o órgão nacional fez um balanço de como está a ampliação das ferramentas digitais no TRE-CE, TJCE e TRT7. Atualmente, o TRE-CE trabalha com dois sistemas ativos (PJe e SEEU) que serão integrados à Plataforma Digital do Poder Judiciário Brasileiro (PDPJ). Criada em 2020, a ferramenta tem a finalidade de ser um sistema de multisserviço que permita aos tribunais fazer adequações, conforme suas necessidades e que garanta, ao mesmo tempo, a unificação do trâmite processual no país.

De acordo com a secretária de TI do TRE-CE, Lorena Belo, “o Tribunal está avançando na execução do Plano de Ação apresentado ao Conselho Nacional de Justiça, realizando as ações de capacitação conduzidas pelo próprio CNJ. Ademais constituiu grupo de trabalho local para coordenar os procedimentos a serem adotados internamente para a execução do cronograma de trabalho estabelecido no Conselho. Este GT se equipara ao Comitê Gestor instituído no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral”.

Com informações do TJCE

Fotos: Calvin Penna

#PraTodoMundoVer

Foto em ângulo lateral da mesa de honra. Ao fundo, as bandeiras do Ceará, Brasil, e do TJ. Da esquerda para a direita, está de pé o mestre de cerimônias. Sentados ao dispositivo de honra, o corregedor do TJ, o presidente do TRE, o presidente em exercício do TJ e o secretário-geral do CNJ. Há computadores na mesa.