TRT 7ª. divulga nota de pesar pelo falecimento da des. Laís Rossas Freire

Em nota publicada no seu Portal, o TRT 7ª. Região comunicou o falecimento da da desembargadora aposentada Laís Maria Rossas Freire, nesta quarta-feira, 25. Em respeito à magistrada, a Presidência do TRT/CE decretou luto oficial por três dias.

Natural de Fortaleza, foi a primeira mulher a presidir o Regional. Assumiu a direção da Corte em 1994. Antes, fora eleita vice-presidente para o biênio 1992-1994.

Bacharelou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. Após ter sido juíza do trabalho substituta, foi promovida por merecimento à juíza presidente da Junta de Conciliação e Julgamento (JCJ) em 1971, permanecendo presidente da 2ª JCJ de Fortaleza até 1988.

Ao longo de sua trajetória profissional, foi agraciada com várias comendas, destacando-se a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, do Tribunal Superior do Trabalho, no grau de Comendador; a Ordem Timbira do Mérito Judiciário do Trabalho, do TRT da 16ª Região, no grau de Comendador; e a Ordem Alencarina do Mérito Judiciário do Trabalho, do TRT da 7ª Região, no grau de Grã-Cruz; além da Medalha do Mérito Judiciário Djalma Aranha Marinho, do TRT da 21ª Região. Foi agraciada, ainda, com os títulos de Cidadã de Limoeiro do Norte e de Crateús, conferidos pelas Câmaras daqueles municípios em 1993 e 1995, respectivamente. Aposentou-se em 3 de novembro de 2009.