Prefeito, secretários e empresário de Morada Nova têm bens bloqueados, acusados de corrupção  

A  1ª Promotoria de Justiça de Morada Nova pediu a indisponibilidade de bens,  até o limite de R$ 3.909.188,66, do prefeito daquele Município, José Vanderley Nogueira; o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, José Marcondes Nobre de Oliveiras; o engenheiro civil, Paulo Renan de Oliveira Souza; e a empresa Locontrus – Locações e serviços Ltda, por supostas irregularidades na licitação de obras para recuperação de estradas.