Estudantes do Curso de Direito da UFC, ocasião em que tratam   sobre combate ao trabalho infantil

Os estudantes  Felipe Caetano  e Beatriz Santiago, ambos do 3º semestre dos cursos noturno e diurno, respectivamente, da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, foram recebidos pelo reitor Cândido Albuquerque e pelo vice-reitor Glauco Lobo, ocasião em que conversaram sobre ações de combate ao trabalho infantil. .

Por duas vezes, Felipe Caetano representou o Brasil em conferências internacionais sobre direitos das crianças e adolescentes e combate ao trabalho infantil: a primeira em 2019, presencialmente, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque (EUA), e a segunda este ano, em um evento virtual com representantes de 65 países.

Há cinco anos, Felipe Caetano se engajou em comitês formados por jovens de todo o Brasil no Núcleo de Cidadania de Adolescentes (NUCA), do Selo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Recentemente, tornou-se conselheiro do UNICEF, ingressou no Curso de Direito no início da pandemia e passou a fazer parte do Núcleo de Estudos Aplicados Direito, Infância e Justiça (NUDIJUS), da Faculdade de Direito (FADIR) da UFC. Felipe compartilhou a iniciativa de um projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa do Ceará que proíbe a concessão de título de cidadão cearense a pessoas condenadas por violar direitos de crianças e adolescentes.